Lição 1

IMG_20181008_200026_758.jpg

As meninas da @numieducacao me convidaram para falar junto com elas sobre lições para criar crianças que podem mudar o mundo. Esse exercício me fez olhar para o meu percurso como educadora parental, mas principalmente para a minha jornada como mãe de 4 crianças. Essa conversa virou uma palestra e eu resolvi dividir com vocês durante essa semana.

A minha primeira grande lição foi: NÃO EXISTE APENAS UM JEITO DE CRIAR FILHOS.

Quando a minha visão se estreita a ponto de eu acreditar que existe um jeito certo e um jeito errado de criar filhos, eu me coloco na posição de julgamento e isso nos afasta, nos distancia. Se o meu jeito é o certo, então o seu é o errado. Já pensou se fosse assim tão simples? Mas não é. Criar filhos é uma ciência complexa que envolve presente, passado e futuro.

O meu trabalho não é julgar como você está agindo ou apontar o que você está fazendo de errado. O meu trabalho é te mostrar uma nova possibilidade de se relacionar com crianças, que habitam esse tempo de agora, que não é igual a 30 anos atrás.

Quando nos tornamos pais e mães, imediatamente olhamos para a criação que tivemos e buscamos lá no baú das nossas memórias alguma indicação sobre o melhor caminho. Talvez esse seja nosso grande erro. Quando nos tornamos pais e mães deveríamos olhar para baixo, na altura dos olhos dos nossos filhos e tentar entender quem é aquela figurinha diante de nós. Deveríamos olhar para frente, para o futuro da humanidade e entender os caminhos de amor, respeito e diálogo, porque o autoritarismo nos adoece.

Não existe apenas um jeito de criar filhos. Existem novos jeitos. E se a gente se propuser a questionar o que estamos fazendo como pais e mães, sem achar que tudo sabemos, temos a chance de fazer melhor. #parentalidadepositiva #dialogosfamilares #equilibrioparental