#Storiesdenosduas

20181023_173211.jpg

Ontem eu e @tatisabadini_ falamos sobre casamento e separação durante nossa live. Parêntesis: Tati é a minha parceira de ideias malucas e nosso #storiesdenosduas tem sido um carinho, um abraço de muitos braços. A cada encontro, a gente aborda um tema e abre para conversa, conduzindo tudo a partir de nossas experiências. Não somos especialistas e o principal objetivo é compartilhar, trocar, dialogar. É divertido e também forte.

Decidimos  falar sobre relacionamentos, porque Tati passou recente por uma separação e eu estou cadasa há 12 anos. Ela tem três filhos, e eu, quatro. Essas duas situações geram muitas perguntas: como vocês conseguem? Como você teve coragem? O que te motiva? Qual o segredo? Como saber que acabou?

Dividir a vida com alguém não é fácil e exige um olhar atento para quem a gente é, e em quem vamos nos tornando com o tempo. As diferenças surgem, as incompatibilidades aparecem e nem sempre o amor consegue reger essa orquestra de sentimentos. Se conhecer profundamente é o que nos faz conseguir tomar as decisões, quando elas se apresentam. Quando a gente reconhece nossos limites e limitações, quando a gente tem a exata noção do nosso valor e aquilo que para a gente é importante, conduzimos nossos relacionamentos por caminhos de mais equilíbrio e consequentemente, de mais prazer, mais companheirismo, mais amor. Se isso te guia, você vai sempre saber até quando vale a pena ficar ou a hora de ir. Não tem segredo e nem tem nada a ver com plano divino.

Do lado de cá, te garanto: não somos perfeitos e nem queremos ser. Trabalhamos duro todos os dias, para se perceber, se perdoar e se cuidar. Sigo achando que vale a pena. Sigo entendendo que ser feliz é minha responsabilidade e de mais ninguém. E sigo cultivando uma paquera, porque acho que sem isso, fica tudo mais chato.

(Cheguei para trabalhar e tinha esse bilhete, deixado por Peu, na minha mesa. Ele foi para São Paulo e volta na quinta. "Te amo mais que farofa de banana". Se isso não for amor, eu cegue. <3)

Terça que vem, às 14:30, tem mais Lua&Tati, tem mais #storiesdenosduas e dessa vez, vamos falar sobre tribo, sobre pertencimento, sobre conexões. Vem junto, porque tem sido muito legal.