Essa força estranha

Você sabe de onde vêm os bebês? Tem alguma dúvida como eles chegaram na sua barriga? Por que então a gente desassocia gravidez de sexo, a medida que a barriga cresce? 

Sinto que entender essa proximidade, ajudaria muitas mulheres a terem relações mais acolhedoras com seus corpos, antes, durante e depois da gravidez. Entender as transformações que vão acontecer lá dentro, entender o que é um parto e todos os hormônios envolvidos, como acontece o nascimento natural de uma criança, o que se mexe, o que muda, o que sai do lugar e como tudo volta para onde estava depois de um tempo. Será que você sabe como (como, meu deus, como??) passa uma cabeça pela sua vagina? E essa vagina, gente? O que acontece com ela? Ocitocina, prostaglandina, muco, tampão, líquido? Esqueça o medo, o nojo, a aflição e procure saber. Informação é uma arma poderosa. 

Tive dois filhos antes de acessar essas informações. Achava que sabia, achava que não tinha o que aprender depois de adulta. Achava que tudo ia acontecer normalmente, como nas novelas. O resultado foi uma entrega total para os médicos e consequentemente, duas cesáreas. A gravidez é um portal que se abre para que nós mulheres ( e também os companheiros e companheiras) possamos descobrir do que somos capazes. É um presente. É uma ligação que se estabelece com o corpo, que nunca mais perdemos. E no mundo de hoje, se reconectar com essa natureza interior é fundamental. É resgatar nosso poder, que todos insistem em querer diminuir. Não deixemos. Procure se olhar com mais admiração e força. Se surpreenda com a capacidade de cada célula e acredite em você. #nodramamom