Meu presente de natal (e da vida inteira)

Estamos juntos há 11 anos, temos 3 filhos e mais um a caminho. Já passamos por uma grande crise e nos refizemos. Já nos mudamos de casa e de cidade algumas várias vezes. Já viajamos para lugares românticos e já passamos por boas roubadas também. Ele é água e eu sou fogo. Ele é canceriano e eu escorpiana. Temos uma mania maluca de olhar casas e apartamentos para alugar, mesmo depois das mudanças mais cansativas. Ele faz o melhor café da manhã do mundo e sempre lava os pratos. Eu fico com as receitas mais elaboradas e a decoração da mesa. Se ele pergunta vamos? Eu já tô pronta para ir. Ele não consegue dirigir sem o waze, mesmo em Brasília, e eu não sei o que é direita e esquerda. A gente nunca sabe que filme assistir e dormimos até no meio das melhores séries. O tesão ainda bate ponto mesmo depois de tanto tempo juntos e ele é fluido, sem muitas regras e delicioso. A gente se procura, se beija e se abraça em público. No carnaval, não tem casal mais animado e feliz. Claro que a gente se irrita um com o outro e temos nossos momentos, porque a vida a dois é uma pauleira. E com filhos então, tudo fica mais pesado. Mas nosso objetivo é não carregar bolas de ferro e tentar ver a vida com a maior leveza possível. Tem dias que a gente consegue, tem dias que a gente não consegue. Mas diante da grandiosidade de tudo o que sinto por Pedro, acho que o sentimento que rege tudo é a admiração.  

Admiro suas escolhas, o homem que ele escolheu ser e principalmente o pai que ele se tornou. E por admirar tanto esse moço, me emociono quando vejo sonhos se transformando em realidade. O Do Seu Pai, blog com cartas que ele escreveu para nossos filhos, virou livro esse ano. A primeira edição saiu com o apoio de leitores, através de um financiamento coletivo. Agora, a @editorazouk publica a segunda edição, que vai estar à venda para quem não consegui comprar. É um livro presente, para se ter na cabeceira. Daqueles que a gente consulta quando precisa se inspirar ou está buscando coragem para acreditar que tudo vai dar certo. Bom, Pedro é isso na minha vida e suas palavras não são diferentes. <3