E depois, o que fica?

O Dia do Aprender Brincando passou, várias escolas do Brasil se engajaram na iniciativa, pais e mães da internet entraram na corrente para estimular o assunto, mas e agora o que fica disso tudo? Como fazer para que as crianças tenham, de fato, acesso ao brincar? Como estimular esse momento, longe de tvs, tablets ou qualquer outro equipamento eletrônico? Como fazer os mais velhos entenderem que o “se sejuar faz bem” também pode ser para eles?

Fiquei pensando nisso tudo e lembrei de um episódio que aconteceu recentemente aqui em casa. Estávamos no parque e começou a chover de fininho. Rapidamente as babás recolheram as crianças. Não podiam se molhar, iam adoecer. Ficamos eu e os meus, recolhendo as coisas devagar, meio que curtindo o chuvisco, já estava virando chuva das boas. No caminho de casa, uma poça. Podemos pular, mãe? Corremos juntos e pulamos na lama. Três minutos até alguém dizer que queria se lavar na água quentinha e assim, seguimos. Se não pode pular na lama na infância, quando pode então?

Brincar tem a ver com liberdade. Tem a ver com explorar, de forma livre, os espaços. Pode ser na praça, mas pode ser dentro de casa. Pode ser na escola e no beco, ao lado de casa. Pode ser na cozinha, na sala, no banhiero. Não precisa de muito para a criança brincar. Não precisa nem de brinquedo! A criança pode e deve ser estimulada a brincar da forma que ela achar melhor. Aqui em casa, temos uma criança esportista - pode chamar João para participar de qualquer atividade física, que ele vai amar. Temos uma criança de brincadeiras solitárias - Irene fica horas nos contos de fadas inventados por ela - e temos uma criança em pelo processo de descoberta do brincar - Teresa gosta é da farra e tudo está bom para ela. Não tem receita.
O que fica muito claro nesse movimento todo é que se tem uma coisa que pode transformar a vida das crianças é o quanto elas brincam. Parece pouco, mas não é. E o melhor é que a internet está cheia de pessoas e iniciativas incríveis que podem nos inspirar e muito. Começo com a minha amiga Estefi Machado e o seu Blog da Estefi, tem as meninas do Tempo Junto e tem também o blog do Se Sujar Faz bem, todos com várias dicas e ideias lindas de brincadeiras e possibilidades. Tenho certeza que cada um tem uma receita infalível de uma brincadeira para entreter as crianças e divertí-las. Me conta a sua? #diadeaprenderbrincando #livreparaescolher