Profissão: mãe e outras coisas

Essa semana tive que fazer um portfólio de trabalho para apresentar a um cliente. Eles queriam ver o que eu fazia e como fazia, para decidir se me contratavam ou não para o job. Comecei a escrever sobre mim e os meus caminhos nos últimos 6 anos.

Quando cheguei em SP o objetivo era trabalhar com planejamento de comunicação e assim foi. Moda já era algo com que eu flertava, mas sempre mantendo uma certa distância. Até que consegui (sem querer) juntar os dois. Fui ser planejamento de uma marca gigante do varejo.

Já tinha João e depois de um ano trabalhando com isso, meu coração começou a dar sinais de que não aguentaria. João passou 6 meses doente entre gripes, resfriados e pneumonias. Depois não queria mais comer e aí eu achei que fosse enlouquecer. Estava claro que ele precisava de mim e o glamour da moda e o fato de trabalhar numa agência grande começou a perder a graça.

Comecei a estudar como fazer uma transição. Até que veio um curso incrível de consultoria de estilo e tudo pareceu fazer sentido.

Engravidei de Irene e me joguei num processo de autodescobrimento punk. Hormônios e vontades loucas guiaram meus passos. Foi intenso, mas lindo. Queria muito que desse certo e deu. Continuava a fazer trabalhos de planejamento para marcas de moda e uma coisa ia complementando a outra. Irene trouxe a prosperidade.

Tudo parecia bem quando de repente: Teresa. Três filhos? Sério? Já estava com tudo nos eixos e a notícia me abalou.

Fingi que não era comigo e trabalhei até 40 semanas. Depois de um mês e meio de Teresa nascida já estava de volta ao batente com ela no sling. Até que eu não dei mais conta.

Não tinha como. Estava ruim para todo mundo. Para João, Irene e Teresa, principalmente. E eu parei de trabalhar. Parei de aceitar clientes e as clientes pararam de me chamar.

Eita, que fase complicada, viu?

Mas como toda fase, passa.

Sou mãe quase em tempo integral e depois de ter lutado muito contra isso internamente, estou feliz com essa escolha. Ainda é difícil responder à pergunta: o que você faz? Porque a verdade é que eu faço um monte de coisas, principalmente cuidar dos meus filhos. Tomara que role. #nodramamom