Para Adelita

A gravidez de Teresa me trouxe muitas novidades. Ela seria a minha terceira filha e algo dentro de mim foi tocado, diferente das outras duas vezes. Eu queria muito ter um parto normal, porque na minha cabeça, isso era o normal e até ali não havia "conseguido".

Pois bem. É aí que a mãe dessa bebê linda entra na minha vida. Um belo dia estou lendo coisas na internet sobre toda essa história de parto, quando me deparo com um relato. Era o nascimento de Amora, primeira filha de Adelita. Aquela história mexeu muito comigo. Muito. Li aquele texto diversas vezes e por diversas vezes chorei. Um choro emocionando, engasgado, doído até. Mandei um e-mail para aquela moça desconhecida e quando notei já éramos amigas.

Adelita, sem saber, me ensinou a parir e eu sou muito grata a ela. Foi a força das palavras dela que me despertou a enorme vontade de viver aquilo também e o resto, a partir daí é história (uma história linda, por sinal! )Essa aí da foto é a Rubi. Uma pedrinha preciosa que chegou há um mês, aumentando a família linda que a Adelita vem construindo. Estava com saudade do seu riso escancarado é absolutamente sincero. Amei conhecer a sua nova pequena e como sempre, o café estava ótimo. #nodramamom