Exposição e intimidade

Todos os dias eu venho aqui e me exponho um pouquinho. Falo sobre minha vida, meus filhos, meu casamento. Divido alguns trabalhos, sonhos e vontades. Tento ser franca e muito honesta com quem me lê e me vê. Recebo emails lindíssimos, que enchem meu coração, mas bom mesmo é quando esse carinho vem ao vivo, de forma inesperada e tão querida. Quando alguém me aborda porque me reconhece (na verdade, sempre reconhecem as crianças, claro!), sou tomada pela melhor das energias.

Aprendi com Pedro que esse amor pelo qual a gente tanto briga para manter, precisa sim ganhar o mundo e as redes sociais. Não é para parecer familia de comercial de margarina não, mas é para reforçar que só esse caminho é o caminho possível. Só com muito amor e respeito é que a gente vai conseguir mudar um pouquinho o mundo. Então, que assim seja.

Esse final de semana no Rio, duas pessoas vieram falar comigo por conta do instagram. Imediatamente eu quis ser amiga delas.

A primeira me causou uma emoção que não sentia há muito tempo. Obrigada, Luisa. Estou com você no meu pensamento desde então e a gente ainda vai tomar um café e falar de coisas lindas como as que você faz.

A segunda, me trouxe um pouquinho de casa. Uma pernambucana moradora do Rio, mãe de três,ou seja: da mesma espécie que eu! Flavinha, você é uma festa arretada.

Voltei para casa com as baterias recarregadas e genuinamente feliz. Pelos encontros, pela troca, pelo amor. Pode parecer simples, mas esse é meu combustível. #nodramamom