Coisa de mãe

Quando leio manchetes (soou velho isso, hein?) do tipo “o que levar na nessessaire do bebê” ou “como fazer a mala do seu filho para 10 dias na praia”, fico me perguntando: sério mesmo que tem gente que quer saber disso?

Não sei, mas acho que quando nos tornamos mães, ligam alguns botões na gente e coisas que a gente nunca achou que soubesse fazer, fazemos. Simples assim.

Claro que trocar experências é sensacional e quase fundamental para que o caminho não seja tão solitário, mas é que às vezes parece que precisa ser perfeito para funcionar, quando na verdade, estamos longe desse lugar aí chamado perfeição.

Bom, eu pelo menos estou.

Virei piada entre minhas amigas por sempre (quase sempre, vai) esquecer de levar a mochila das meninas para pequenas e rápidas saídas. Quando via, estava sem fralda para trocar. Mas sabe o que acontecia? NADA! Ou melhor, dava-se um jeito. Porque é isso que fazemos quando é preciso.#nodramamom