Brincar dá trabalho

Neste exato momento tem uma criança querendo brincar. E pode ser de qualquer coisa. Vale jogo da velha, de boneca, bola e até coisas mais elaboradas que envolvem projetos arquitetônicos de construção de cabanas. Elas não querem que brincadeira acabe nunca e sempre vão pedir para que você espere só mais cinco minutinhos até ir fazer outra atividade.

Mas brincar dá trabalho. E para os adultos parece ser algo muito mais cansativo do que um dia de reuniões. Um pedido de "brinca comigo" às vezes tem o peso de um elefante e vejam só, não pesa quase nada.

Eu tive que aprender a brincar com meus filhos. E não é algo fácil. Parar, sentar, desligar do celular e se envolver em alguma atividade com eles e para eles, exige presença. Tem que chegar junto e embarcar. Exige que você se suje, se descabele, desça do salto. Tem que fazer vozes, correr, se esconder, pintar, cortar, colar, molhar. Dá trabalho mesmo. É uma luta intima que deve ser travada com a nossa preguiça. Os filhos crescem rápido. E antes do que a gente imagina, eles não vão mais querer brincar. Então, é melhor aproveitar. #nodramamom